segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Milagre do menino azul

Um dia, as palavras começaram a cair como gotas e foram iluminando os dias.  Aos poucos cresciam e foram vestindo páginas imaculadas da mais pura nudez. Nasceu um Menino Azul concebido em teias de palavras reconstruídas com fios de liberdade e cumplicidade.

Cresceu e fez-se pele de todos. Foi então que num sábado, quase igual a tantos outros, as palavras saltaram das páginas, fizeram-se gente e tornaram-se prenhes de sentidos.

Foi o o sublime momento do amanhecer das palavras que emergiam agora do corpo e se transformavam em traços, recortes, gestos nascidos de sentimentos impregnados de vida.

Nasceu o Menino Azul num espaço liberto de vazios onde brilhou com intensidade a luz que cada um transporta dentro de si.
Felisbina Antunes










Os pais e as mães sempre presentes e cúmplices entusiastas.


Um agradecimento muito especial ao pintor Alberto Péssimo e ao escritor Nuno Higino que alimentam esta ideia, embarcam na aventura e fazem com que toquemos a  Arte.

 



quinta-feira, 26 de novembro de 2015

sábado, 31 de outubro de 2015

Outubro

Mês das Bibliotecas Escolares


Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares e com ele temos mais uma oportunidade para evidenciar a importância das bibliotecas no desenvolvimento das competências literácicas das nossas crianças. 
O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2015 é: A biblioteca escolar é super! (tradução adotada pela Rede de Bibliotecas Escolares).



                                           


Entre decorações, sessões de formação do utilizador e marcadores de leitura com o significado da palavra biblioteca, esta semana foi particularmente animada.


Foram várias as turmas que  participaram, atentamente,na formação de utilizador. Os efeitos fizeram-se sentir nos dias seguintes em que a biblioteca foi "invadida" . Que excelente forma de celebrar o MIBE.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

DÁ VOZ À LETRA

C O N C O R R E   J Á



Fala com a professora bibliotecária e com a professora de português

escolhe um bom texto 


e ...


dá a tua voz à letra.

Podes ganhar

 
mais informações

http://www.davozaletra.gulbenkian.pt/




terça-feira, 22 de setembro de 2015

Sê bem-vindo/a à tua Escola

O corpo docente do 1º CEB e a professora bibliotecária deram as boas-vindas aos alunos/as com a realização de um teatro de sombras a partir da história "O gato que amava a mancha laranja" de Elza Mesquita e Ana Pereira.


Um agradecimento especial ao Professor António Diogo que ilustrou os silêncios com música.

 






domingo, 14 de junho de 2015

O MENINO AZUL - Apresentação do conto

Na sequência da atividade de escrita colaborativa entre a turma do 4º ano da professora Felisbina Antunes e o escritor Nuno Higino, aconteceu no grande auditório a apresentação do conto "O Menino Azul".


Escritor com larga experiência e habituado a escrever acompanhado pela solidão que tanto aprecia, aceitou, pela primeira vez, escrever em co-autoria, com crianças.
"Era fascinante escrever tentando trocar as voltas à turma, e até deixei de cumprir um tarefa urgente para dar continuidade ao que vocês tinham mandado." -  Disse o escritor no seu diálogo com os alunos.


No início do encontro cada uma das turmas  do 1º Ciclo reinterpretou poemas do autor a que se seguiu a leitura do conto.

  O calor levou-nos para a sombra das árvores onde decorreu a sessão de autógrafos.

 
   No final Huno Higino propôs que o conto fosse publicado e que as ilustrações fossem também realizadas em colaboração com Alberto Péssimo. Que mais se pode querer?!

Mais uma vez fica cumprida a missão de quem acredita ...

domingo, 17 de maio de 2015

Surpreendidos ... ?!

Alberto S. Santos é natural de Paço de Sousa, Penafiel.
Entre 2008 e 2013 publicou: A Escrava de Córdova, A Profecia de Istambul e O Segredo de Compostela.
De Urbano Tavares Rodrigues a Pedro Sena-Lino reúne consenso entre os especialistas e críticos quanto à mestria com que usa o rigor histórico, a descrição pormenorizada dos ambientes e a forma mágica como mantém a atenção do leitor.
Alberto S. Santos quer captar a essência do tempo e resgatar os heróis desconhecidos de que os livros de História não falam. As falhas que ali encontra dão, por um lado liberdade para criar o romance, por outro lado dá a conhecer iatos da História mais interessantes. Frequentemente, implica o leitor em reflexões sobre o impacto do passado na atualidade.Integrada na Rota dos livros do Projeto Porto a Ler+, da Câmara Municipal do Porto, recebemos na Biblioteca o escritor Alberto S. Santos e trouxemos à sua memória e à sua emoção as personagens do livro "A escrava de Córdova".
Alunos do 11º ano no âmbito da disciplina de Português, incluíram a obra  no seu Plano Individual de Leitura  e deixando-se envolver pelos contextos políticos, culturais e religiosos do séc. X em que a trama acontece, deram voz às personagens e entrevistaram o seu criador. 


Algo surpreendido pelo o seu reencontro com as personagens deixadas em 2008, o escritor respondeu
às suas questões e "justificou" algumas das suas opções.

Ninguém nasce leitor. O leitor faz-se, constrói-se. E com os escritores também é assim? Esta foi a "senha" para que Alberto Santos falasse sobre "O Segredo do Terraço" da autoria de Raquel Fonseca que acabara de assumir o papel de Vivilde.

O autor recordou ainda que o melhor caminho para se ser escritor é ler e ler muito.


A aula de Português que contou com o escritor Alberto Santos teve a participação de Sílvia Vigário, professora de Inglês e bailarina de dança do ventre, que encerrou a sessão.

A habitual sessão de autógrafos foi acompanhada por chá turco e bolachas de gengibre.


terça-feira, 5 de maio de 2015

Concertos Narrados - "A Bela Yara"

Realizou-se hoje, no Grande Auditório, mais uma edição dos Concertos Narrados.
A turma do 4º ano orientada pela professora Felisbina Antunes, deu voz e imagem à história tradicional brasileira, relativa ao mês de maio, A Bela Yara.