segunda-feira, 21 de março de 2016

DIA MUNDIAL DA POESIA 2016

 
 

As árvores e os livros  

 
As árvores como os livros têm folhas
e margens lisas ou recortadas, 
e capas (isto é copas) e capítulos 
de flores e letras de oiro nas lombadas. 
E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.
As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».
É evidente que não podes plantar
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.
 
Jorge Sousa Braga
in Herbário

sexta-feira, 11 de março de 2016

A MÃO DO PAI

Mais uma vez fomos bafejados pela presença do Nuno Higino que encontra nas coisas simples de cada dia, na complexidade das relações interpessoais e na força da natureza, os motivos para a sua escrita concretizada no tempo e no espaço solitário da noite. 
No dia 9 de março "agarramos" A MÃO DO PAI e, através da música e das palavras, ficamos suspensos e quase tocamos a dimensão mais íntrínseca da Poesia. 
Se não fossem os artistas, que mãos nos fariam chegar às emoções?








O nosso agradecimento na brancura e na singeleza de um lírio branco.

quinta-feira, 3 de março de 2016

LANÇAMENTO DO LIVRO A MÃO DO PAI


C O N V I T E

Temos a honra de convidar a comunidade escolar e educativa para o lançamento do livro A mão do pai, da autoria de Nuno Higino e Isabel Amaral, a realizar no próximo dia 9quarta feira, pelas 19h, no Grande Auditório do Conservatório de Música do Porto.